Pré-história

Uma viagem no tempo

Uma investigação e a valorização do patrimônio cultural do sudoeste paulista, que remetem a períodos remotos da existência do homens em território brasileiro, dão um precioso passo com o olhar de Pedro de Azevedo, que reaviva o interesse público sobre a vida e a cultura ancestrais dos homens que há milhares de anos habitavam esse chão. Leia mais +

Davidson Panis Kaseker

Resgatando o passado

As origens dos primeiros habitantes do continente americano são praticamente uma unanimidade no mundo científico. Eles teriam vindo do nordeste da Ásia, através de diversas levas migratórias, acessando-o pelo Canadá e Estados Unidos, após a travessia do Estreito de Bering. Esses primeiros habitantes do continente viviam de modo nômade, caçando, pescando, coletando mariscos e frutos silvestres, por isso são denominados caçadores-coletores. Fabricavam instrumentos de pedra, por meio do lascamento, produzindo pontas de flechas, machadinhas, raspadores e outros instrumentos de gumes cortantes que utilizavam em seu dia-a-dia para caçar, descarnar os animais e, talvez, para o enfrentamento entre grupos rivais. Quando isso teria ocorrido, não é um consenso. Vários sítios arqueológicos, porém, foram encontrados por todo o continente americano com datas próximas ou superiores a 20 mil anos. Alguns arqueólogos defendem datações superiores a 40 mil anos para a colonização da América. No Estado de São Paulo, a presença de caçadores-coletores varia de região para região. O período em que estiveram presentes varia entre 7 a 11 mil anos. Leia mais +

Silvio Alberto Camargo Araújo

Home Page

IHGGI - Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Itapeva